By A Web Design

| Milagres / Hino / Novena / Orações a São Geraldo |
Índice do Artigo
São Geraldo Majela
Parte 2
Parte 3
Todas as Páginas


altConhecendo o Padroeiro

São Geraldo nasceu em Muro, no sul da Itália, no dia 6 de abril de 1726, de uma família pobre de bens, mas rica de bênçãos. Seus pais eram Domingos Majela e Benedita Majela. Domingos era alfaiate e Benedita lavadeira. Os dois se amavam com um amor imenso. Deste amor puro e santo nasceu-lhes Geraldo, que tinha uma fisionomia de anjo. Geraldo foi batizado no mesmo dia em que nasceu. Seus pais entendiam que Deus em seus planos não deixa ninguém nascer à toa. Quem nasce é para sentir-se amado e ser capaz de amar. 
É neste sentido que está certo quem disse: "Amar a vida é mais do que construir catedrais!" O menino Geraldo era franzino de corpo, porém, era robusto de espírito. Deus lhe deu uma inteligência brilhante. Os professores logo viram nele um prodígio.

Contato com o Menino Jesus

Conforme o testemunho de suas próprias irmãs, ele era muito dedicado às devoções, também se confessava todos os dias e se disciplinava diariamente. Aos sete anos, em vista da pobreza da família, dirigia-se à ermida de Capodigiano, onde recebia um pãozinho branco que o Menino Jesus lhe entregava, e com quem ele brincava. Somente mais tarde, quando já na Congregação, Geraldo compreende quem era aquele Menino.

Aprendiz de alfaiate

Aprendendo uma profissão Por causa da necessidade do lar, sua mãe o mandou à alfaiataria do senhor Martin Pannuto, mestre alfaiate, para que Geraldo aprendesse uma profissão e assim pudesse ajudar nas despesas da casa. Aí sua bondade e sua simplicidade eram interpretadas como estupidez, e todos zombavam dele, insultavam-no chegando até a maltratá-lo. Mas sua resposta era sempre: "Meu Deus, que se faça a tua vontade". Ali no esforço diário foi assimilando o mistério da Cruz de Cristo.Trabalhando para o Bispo Quando tinha 14 anos, recebeu o sacramento da crisma pelas mãos de Dom Albino, bispo de Muro.Com o Bispo, lá se foi Geraldo para ser seu empregado. Nesse ofício precisou praticar verdadeiro heroísmo. Um sacerdote contemporâneo deixou por escrito, sob juramento, esta declaração: "O Bispo irascível se irritava por qualquer coisinha. Impacientava-se com tudo.

Ante os maus tratos, mais oração

Se nunca chegou a bater em Geraldo, contudo, não lhe poupou toda classe de censuras". A tudo isso unia jejuns e intensa vida de oração. Passava longo tempo numa capela da vizinhança diariamente. O Bispo adoeceu e Geraldo cuidou dele como se fosse seu próprio pai.



Paróquia São Geraldo das Perdizes

Largo Padre Péricles, s/n - Perdizes - São Paulo/SP - CEP.: 01156-040

Fone/Fax: (11) 3667-0660 / 3667-0070 / 3667-1154